Premiação e homenagem no último dia da 12ª Mostra Produção Independente

No Comments 75 Views0


Na noite desta quinta-feira (31), o Cine Jardins sedia a última sessão da Mostra Paralela e a Cerimônia de Premiação. À tarde, na Ufes, acontece o Fórum do Audiovisual Capixaba (foto: Luara Monteiro)

Iniciada na última segunda-feira (28), a 12ª Mostra Produção Independente – Aldeias chega ao fim nesta quinta-feira (31). À noite, no Cine Jardins, em Jardim da Penha, será exibido o documentário “Casa da Xiclet”, de Sofia Amaral. Na sequência, acontece a homenagem à diretora e professora de cinema Valentina Krupnova, e, por fim, a tão aguardada premiação da Mostra Competitiva. No encerramento, também será o lançado o DVD Coletânea da Mostra. Ainda na tarde do último dia da Mostra, a cena audiovisual do Espírito Santo discutirá os rumos desse importante setor artístico-cultural no Fórum do Audiovisual Capixaba, que acontece a partir das 13h30 na Ufes. Todas as atividades são abertas ao público!

Além de promover trabalhos de realizadores capixabas, a 12ª Mostra Produção Independente – Aldeias é um espaço para pensar as formas de fomento ao audiovisual praticadas em outros estados brasileiros, refletir sobre como cada realidade local resolve seus problemas, quais suas especificidades, a fim de fortalecer e aperfeiçoar a cadeia produtiva do audiovisual no Espírito Santo.  Encontro tradicional da cena audiovisual local, a continuidade da Mostra Produção Independente diz muito sobre a trajetória que a produção audiovisual local percorreu especialmente na última década.  A cada ano, o trabalho de seleção de obras fica mais difícil devido ao aumento do volume e da qualidade dos trabalhos inscritos.

Fórum do Audiovisual Capixaba

Caminhando para sua terceira reunião, o Fórum do Audiovisual Capixaba é um espaço para construção e debate democráticos e que promove a articulação e discussões com realizadores, produtoras, empreendedores, poder público,  artistas e outros profissionais envolvidas com a produção audiovisual. O tema deste encontro é “Políticas Públicas para o Audiovisual no Espírito Santo: Avaliação do Presente e Panorama Futuro”  será sediado no auditório do Centro de Ciências Exatas da Ufes/Campus Goiabeiras.

Já confirmaram presença no Fórum o secretário municipal de cultura de Vitória, Francisco Grijó, o gerente da Lei Rubem Braga de Vitória, Murilo Abreu, e a gerente do Sistema Estadual de Cultura, Anna Saiter. A reunião será um momento importante para formular estratégias e propostas que contribuam para o desenvolvimento do setor audiovisual no Espírito Santo.

Mostra Paralela: o cinema colaborativo

Com uma seleção de três filmes realizados de maneira pouco convencional, a Mostra Paralela tem sua última sessão com o filme  “Casa da Xiclet”, de Sofia Amaral. Realizada em 2016, essa produção de São Paulo nos apresenta a uma personagem real que traz em sua forma de viver um ato político. Adriana Xiclet é uma artista capixaba, nascida em Linhares, que se radicou em São Paulo e lá montou a galeria de arte Casa da Xiclet. Trata-se de um espaço em que acontecem exposições, espetáculos musicais, projeção de filmes, jogos, festas oficinas e, principalmente, questionou insistentemente o mercado das artes. Mas o lugar também é a residência da artista.

Por lá, já passaram as obras de mais de 500 artistas, alguns deles, hoje, renomados. Tudo aberto ao público. Quem vai ao espaço visita não só uma galeria, mas realmente a casa da Xiclet. No Documentário acompanhamos como a personagem protagonista abandona as convenções da sociedade comum e propõe para si mesma uma vida que renega os padrões socialmente impostos. O filme foi viabilizado via crowdfunding ou financiamento colaborativo. A exibição será às 19 horas.

Homenagem a Valentina Krupnova

(foto: Luara Monteiro)

Após a Mostra Paralela, será feita a homenagem à diretora e professora de cinema, Valentina Krupnova. A cerimônia inclui, além da presença da homenageada, a exibição de um vídeo-homenagem produzido especialmente pelo diretor Ricardo Sá. Como parte da homenagem a Revista Milímetros nº 7, publicação que foi lançada na abertura da Mostra, trouxe uma recuperação da trajetória profissional dessa russa que é radicada no Espírito Santo desde 1974.

Prestes a contemplar 70 anos, Valentina Krupnova, apesar de discreta, teve grande participação na formação da geração de cineastas que iniciaram a carreira durante o ciclo do curta-metragem, ainda nos anos 1990. Como servidora pública lotada do DEC – antigo Departamento Estadual de Cultura, hoje Secretaria de Cultura – Krupnova esteve na coordenação de cursos teóricos e práticos na área de cinema, dando um empurrão inicial para a profissionalização do segmento.

Desde criança era apaixonada por cinema desde a infância, identificação que a levou a cursar a graduação de História e Teoria do Cinema na mais antiga universidade de cinema do mundo: a Gerasimov Institute of Cinematography. Em 2014, ela aposentou-se após atuar como servidora pública estadual por 32 anos e, atualmente, ocupa a cadeira de número 24 da Academia Feminina de Letras do Espírito Santo.

Os melhores da Mostra Competitiva Capixaba

Este ano, a Mostra Competitiva exibiu uma seleção de 19 filmes que mostram a diversidade de gêneros, de temáticas, de propostas narrativas e de estéticas na recente produção Capixaba. Às 21 horas, o público presente irá conhecer quais dessas produções foram escolhidas como as melhores pelo Júri da 12ª Mostra Produção Independente – Aldeias. Algumas das obras premiadas serão contempladas com Prêmios do Instituto de Artes e Técnicas em Comunicação (créstidos para cursos na área audiovisual)  e com um Prêmio da Link Digital (com serviço de Encode DCP para um filme de até 20 minutos).

Para a 12ª Mostra Produção Independente – Aldeias, foram inscritas 80 produções: 27 documentários, 26 ficções, 7 animações e 20 videoclipes, videoartes e filmes experimentais. E a escolha foi feita por uma Comissão de Seleção formada pela produtora Leandra Moreira, pelo diretor Alexandre Serafini e pela diretora e editora Iza Rosenberg. Após a premiação, será lançado o  DVD Coletânea da Mostra que reúne 18 produções que foram exibidas na Mostra Competitiva e funciona como um mecanismo de difusão desse conteúdo audiovisual, para fins não comerciais.

A 12ª Mostra Produção Independente – Aldeias é uma realização da Associação Brasileira de Documentaristas e Curtas-Metragistas do Espírito Santo (ABD Capixaba) e conta com o patrocínio do Banestes.

12ª Mostra Produção Independente – Aldeias

ÚLTIMO DIA

QUINTA-FEIRA (31 de agosto de 2017)

Auditório do Centro de Ciências Exatas da Ufes/ Campus Goiabeiras (em frente à Rádio Universitária)

13h30 – 3ª reunião do Fórum do Audiovisual Capixaba

Cine Jardins – Shopping Jardins – Jardim da Penha

19h Mostra paralela – Modelo de Crowdfunding: Casa da Xiclet, de Sofia Amaral, Documentário, 47 min, 2016 – Classificação indicativa: 14 anos

20h30 –  Homenagem a Valentina Krupnova

21h  – Cerimônia de encerramento da 12a Mostra Produção Independente, premiação e lançamento do DVD Coletânea.

ENTRADA FRANCA!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *